terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Um livro que é uma mensagem de Natal

Resultado de imagem para museus incapacitantes
Por dá aquela palha (e por mais um par botas) depois de desmandos (prudentemente aguardem-se os resultados das investigações) de gente trafulha com comportamentos reprováveis - assim se diria em português vernáculo -, muitos falam e dizem e peroram sobre tudo e nada acerca de uma Associação cuja actividade (e necessidade) ninguém deve pôr em causa. Aquilo de que poucos falam (os responsáveis políticos não falam dada a sua tendência para comportamentos de avestruz), aquilo de que poucos falam (repito) é da urgência em criar as condições para que todas as pessoas (sem excepção) possam usufruir de bens culturais públicos: é também assim que as mentalidades evoluem. Eis um livro que "explora a função dos museus na inclusão social das pessoas com deficiência, abordando vias possíveis de interação com estes públicos": um livro que é uma mensagem de Natal.
Adenda (mensagem recebida)
Bem escolhido este livro, bem escolhido, meu admirador de mim perfeita e única, um livro muito bem escolhido para uma mensagem de Natal, gosto! Adiante. Leia isto. Céus, coriscos, perderam a tramontana, porque é que não aprendem comigo? Vida!
Adenda (nova mensagem recebida)
Tenho estado a pensar e a reler a rocambulesca saga da IPSS "Raríssimas"; e, Santo Deus, caiu-me em cima esta notícia... Que gentinha, quão tantos interesses (menos claros) por aí ainda andarão? Vida! Adiante, ponto final.
Adenda (nova mensagem recebida - 29/12/2017)
Ainda a propósito da "Raríssimas": é sempre útil ponderar sob novas perspectivas.

Sem comentários:

Enviar um comentário