terça-feira, 10 de outubro de 2017

A bem dizer já todos botam faladura em educação

Image result for igualdade de género mafalda
(Mensagem recebida)
Santo Deus, meu admirador de mim que de quando em vez faço formação (pouca, muito pouca para meu gosto, enfim), é como lhe digo, mesmo, tive que recorrer à sábia Mafalda (gosto muito da Mafaldinha que se há-de fazer) para ilustrar o meu pensamento aos trambolhões. Porquê? Calma, vamos lá, eu explico. Li e ouvi aqui (raio de rima, xô, que melga) que, no âmbito da dita (e apregoada) igualdade de género, vai hoje chegar às escolas portuguesas (do ensino básico e secundário) um projecto interessante e necessário (palavra de ministro que tutela a "Comissão para a cidadania e a igualdade de género"), o projecto "Engenheiras por um dia": a bem dizer já todos botam faladura em educação. Aqui para nós que ninguém nos lê, até não acho que seja um projecto descabido de todo. Porém, duvido muito das razões que o fundamentam; isso, fundamentam de fundamentalismo e de pensamentos impermeáveis: mulheres iguais aos homens, homens iguais às mulheres e mais e outras e outros que tais, adiante. Seguindo a máxima da excelente e guicha Mafalda "Não é necessário dizer tudo o que se pensa, mas é necessário pensar em tudo o que se diz", não fui de modas, fui saber mais sobre o assunto. Meu admirador, meu admirador ciumento, siga a par e passo o percurso deste comediante (comediante com piada e saber, que pisco); e, lá pelo minuto 26 e seguintes, fixe o nome o rosto e o saber de Anne Campbell, gosto dela, espertinha, gosto e gosto. Adiante. Não, céus, estou a ouvir a sua voz (sua sua, não dela): diz que gosta de mim, pergunta-me se estou linda, a sério, é o que estou a ouvir, é mesmo? Acabo de confirmar que sim, corei na frescura da minha pele quando me lembrei do nosso (só nosso) terno tegumento de carícias, céus que me sinto alada, logo agora no meio de tanta gente, acudam, pareço o sol com olhar sorridente e ligeiro, vida! 
Notinha de rodapé
Não lhe dizia eu que o patusco que conduziu o documentário é um comediante de luxo? Lembra-se da voz dele? Não?! Vida minha, o que eu passo consigo! Ora oiça e sorria.

Sem comentários:

Enviar um comentário