quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Vou adiar a leitura das obras de Potâmio de Lisboa

Colecção PHILOKALIA
(Mensagem recebida)
Nem lhe digo e nem lhe conto, meu admirador mesmo em dias não, seja: isto de querer andar (sempre e em qualquer tempo e circunstância) ao corrente das coisas importantes, leva-me a procurar o saber onde ele mora. Sopraram-me que já estavam disponíveis as obras de Potâmio de Lisboa. E eu, zás: Potâmio de Lisboa e a questão ariana é um bom tema para eu deslindar (ups, lindar é comigo, deslindar é mais difícil). Adiante... Matutava eu, linda de estudar com os meus olhos faróis nas sinuosas veredas do pensamento escondido, quando, meu ciumento admirador ciumento, nem lhe digo e nem lhe conto, dei de caras com esta notícia. Primeiro sorri, depois informei-me, e é assim de facto: ele há cada inovação no ensino superior em Portugal! É demais para mim, pode lá ser, estou a passar-me dos carretos, vou adiar a leitura das obras de Potâmio de Lisboa e peço a Deus que lhes dê cura para a toleima.
Adendinha em letra pequenina
lhe tinha dito que gosto de poeminhas em prosa?

Sem comentários:

Enviar um comentário